sábado, 8 de fevereiro de 2014

Será que seremos educados?

Maceió passa por uma grande mudança no trânsito, a partir do dia 17 de fevereiro, uma segunda-feira, os condutores que frequentarem a faixa exclusiva de ônibus (Avenidas Fernandes Lima e Durval de Góes Monteiro) inadequadamente serão multados.

Fruto de uma grande iniciativa da prefeitura, o novo modelo pretende acabar com a lentidão dos ônibus, além de promover um incentivo para que a população use o transporte público com maior frequência. Entretanto, para a concretização dos devidos fins, há a licitação para exploração do serviço de transporte.

Nenhum tipo de medida funciona sozinha. Existe o empenho do novo prefeito pata concluir o processo licitatório, situação de extrema importância. A população foi convidada a participar de tudo, inclusive em audiência pública realizada no último dia 30 de janeiro.

Aproximadamente em 15 de fevereiro, o edital da licitação será publicado no Diário Oficial do Município, 45 dias depois haverá a abertura do certame. Rui Palmeira decidiu não tirar férias, aconselho também um sono de meio termo, um olho aberto e outro fechado.

Em Brasília, a licitação revelou a possibilidade de um grande esquema em que antigos concessionários usaram laranjas e continuaram a assumir o serviço. Será que em Maceió será diferentes? Os marajás dos transporte perderão sem problema a concessão? Creio que não, quem em sã consciência empurraria uma máquina de dinheiro de casa. 

Ainda temos a história da lei municipal 5.594, de sete anos atrás, que finalmente entrará em vigor no dia 24, e contribuirá para a diminuição do caos no transporte. O artigo institui a proibição da circulação de caminhões, tratores e máquinas acima de cinco toneladas no trecho que compreende da Praça Centenário até o posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF). 

Com isso tudo, os objetivos são bem válidos, mas será que a população está preparada? Será que seremos educados? Ainda é comum, por pressa, assistir aos condutores usando irregularmente a faixa. Além da educação, é preciso uma mudança cultura, ou seja, um desafio considerável. 

Medidas estão sendo tomadas, espero que a população consiga ser educada suficientemente para arcar com isso. E olhos abertos na licitação. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário